Efetue Login



Informe seu E-mail:

Informe sua Senha:

Esqueci Minha Senha

Esqueci Minha Senha



Informe seu E-mail:

Sua senha será enviada para o e-mail cadastrado:


Fale Conosco



Nome:
Email:
Assunto:
Titulo:
Mensagem:

/ Sobre as Raças

27/01/2011 - 19h08
 

Raça Bulldog Inglês

Trata-se de uma raça de porte médio (ligeiramente menor do que a versão Americana), mas também com um bom físico. É pacífico e bastante fiel para com as pessoas que gosta e é um animal de agora estar a descansar.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Buldogue
A+ A-

O buldogue (em inglês: English Bulldog: bull - "touro" e dog - "cão"), é uma raça oriunda da Inglaterra. Sua origem não é muito certa, embora saiba-se que até meados do século XVIII seus exemplares, mais altos e ágeis, eram utilizados em combates contra touros. Quando estes embates foram proibidos, o buldogue visto hoje como cão de companhia, foi salvo por fiéis criadores. A razão para tal afirmação é a de que interferências em seus cruzamentos, que geraram o físico diminuto atual, o impediam de reproduzir-se sozinho. Um exemplo disto é o seu nariz: voltado para cima, dificulta o resfriamento do ar e leva o animal ao superaquecimento, além de restringir sua energia para acasalar-se. Seu dito perfeito físico de lutador também não o ajudava com os cachorros. As fêmeas não eram bem sucedidas em partos naturais, uma vez que suas pernas tortas (excelentes para driblar os adversários), impediam que seus ossos dilatassem a ponto de proporcionar a passagem dos filhotes. Sua personalidade é descrita como brincalhona e afetuosa, apesar da face brava. Sua característica mais marcante, a mandíbula, tornou-se mais desenvolvida que a arcada superior para que pudesse morder, de baixo para cima, as narinas e o pescoço do touro, de forma que este não se soltasse. Com o passar do tempo, e com a proibição dos combates, o bulldogue foi se transformando até chegar ao cão como conhecemos hoje e que, segundo alguns, só continua existindo com a ajuda do homem, uma vez que suas próprias características físicas prejudicam sua reprodução sem interferência. Seu focinho curto e nariz voltado para o alto, que eram extremamente úteis durante o combate, na verdade dificultam o resfriamento do ar e pode levar o animal a "morrer de calor", além de restringir seus esforços físicos porque se cansa com facilidade até mesmo para acasalar-se. As pernas dianteiras curtas e espaçadas e a frente bem mais larga que a traseira, que durante a luta eram fundamentais para driblar os adversários são as mesmas que impedem, quase em 100% dos casos, nascimentos por parto natural, uma vez que os ossos das cadelas não se dilatam a ponto de propiciar a passagem da cabeça dos filhotes. Segundo pesquisa do The Bulldog Club of America, divulgada pela revista Cães e Cia, 94% dos partos são induzidos por cesariana. Mas, para a sorte de todos, o Bulldogue tem uma verdadeira legião de admiradores que procuram enfrentar todas essas dificuldades apenas para tê-lo como animal de companhia, sua nova função no mundo moderno. Jô Soares que o diga... E, se não pode ser considerado exatamente "bonito", talvez seja um dos cães mais usados em comerciais e desenhos animados, onde sempre aparece na função de cão bravo.

Personalidade

Se em sua origem o Bulldogue era considerado "um cão feroz" e usado em combates, hoje isso não passa de lenda. Mesmo com sua expressão bravia, o Buldogue é um excelente cão de companhia, muito dócil e afetuoso. Apesar do porte físico sólido e pesado, o Bulldogue pode ser um companheiro brincalhão e cheio de energia. É um cão "de boa paz", que se relaciona muito bem com crianças desde que estas respeitem seus limites para a brincadeira e até mesmo com outros cães desde que não haja "brutalidade" na convivência. É um cão muito silencioso, que late pouco e demanda poucos cuidados com seu pelo curto. Por essas características, é um dos cães mais populares nos EUA e na Inglaterra, onde é a raça mais numerosa entre as registradas nos clubes cinófilos.

O filhote

Um bom filhote deve ser ativo, com cabeça grande, bem enrugada, dentes inferiores sobrepostos aos superiores. Até os 50 dias o nariz pode ser avermelhado, mas com sinais de escurecimento.

Problemas comuns a raça

A raça tem certa tendência a desenvolver assaduras, dermatites e sarna demodécica. Precisa de atenção quanto a limpeza das dobras do focinho e pescoço, que deve ser feita com água e sabão neutro.

Edição: Home